Naruto Online RPG

Forum Inativo pois uma nova versão será criada.
 
InícioCalendárioFAQBuscarRegistrar-seLogin

Compartilhe | 
 

 História-- O Verdadeiro caminho De um Ninja

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Inuzuka Kaosu
Sanin/Folha/Líder da Akatsuki
Sanin/Folha/Líder da Akatsuki


Mensagens : 572
Data de inscrição : 05/06/2008
Localização : http://soulshinobi2.forumeiros.com/forum.htm

Ficha do Shinobi
Localização Atual:: ?
Time:: Akatsuki
Especial:: Anel:零 - Rei

MensagemAssunto: História-- O Verdadeiro caminho De um Ninja   Sab Jun 28, 2008 9:56 pm

Bom pessoal...

Eu acho que vocês deve tar achando até palhaçada eu tar postando esse tópico.
Eu, na verdade, Tive a idéia de moldar a história do meu personagem, e contar com cada vez mais detalhes!!

Por isso, eu decidi fazer um novo tópico, para publicar essa história.

Só pra constar!! Se tiver qualquer problema, Anatan, Pode apagar esse tópico! Só não mandei PM porque eu acho que eu já lotei a sua caixa de mensagem!!

Fora isso, eu queria pedir a vocês uma coisa.

Na história, 9 Gennins vão passar no exame, teste né? Para ser Gennin. Eu já tenho 2 das 3 equipes que vão passar prontas. Gostaria de saber se alguem quer ter o seu personagem publicado aqui, nessa história.
Se quiser, basta mandar uma PM pra mim, que eu respondo. Lembrando que devem ser 3 pessoas, de preferência 2 homens e uma mulher. Pode ser de qualquer um dos clãs de Konoha, mas se quiser, não precisa ser de nenhum. Só não pode ser Uchiha. Hyugga, Nara, Yamanaka, Qualquer 1. Só não pode ter gente repetida.

Lembrando: Vocês vão somente participar da história. Nada de: vocês mandarem no que seus carinha vão fazer, ou alguma coisa assim.Eu vou escrever! Vocês podem acompanhar, blz?

Se for o caso, eu invento a personagem feminina da equipe. Fora isso, não ha mais nada. Vamos dizer que eu estou aberto para negócios...

A história vai basicamente contar a mesma história que eu postei aqui no fórum. Só que, Obvio, MUITO mais detalhada, Cheia de Batalhas, confusões, Brigas e muito mais. Espero que apreciem o meu trabalho!

No próximo post, Postarei a imagem de todos os personagens que apareceram até agora na história.
Conforme for aumentando a história, eu posto novas imagens.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://soulshinobi2.forumeiros.com/forum.htm
Inuzuka Kaosu
Sanin/Folha/Líder da Akatsuki
Sanin/Folha/Líder da Akatsuki


Mensagens : 572
Data de inscrição : 05/06/2008
Localização : http://soulshinobi2.forumeiros.com/forum.htm

Ficha do Shinobi
Localização Atual:: ?
Time:: Akatsuki
Especial:: Anel:零 - Rei

MensagemAssunto: Re: História-- O Verdadeiro caminho De um Ninja   Sab Jun 28, 2008 10:18 pm


Hitara-


Kiori Otahara Uchiha-


Yanato Yurichi Hyuuga-


Tekanara Sensei-


Li Nara-


Hinari Yamanaka


Takedo Inuzuka e seu cão- Sora


Toshiro Aburame


Shitsuki Inuzuka(sensei)


Takara(cachorro de Shitsuki)


Hinamoto Hitsuruga (sensei)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://soulshinobi2.forumeiros.com/forum.htm
Inuzuka Kaosu
Sanin/Folha/Líder da Akatsuki
Sanin/Folha/Líder da Akatsuki


Mensagens : 572
Data de inscrição : 05/06/2008
Localização : http://soulshinobi2.forumeiros.com/forum.htm

Ficha do Shinobi
Localização Atual:: ?
Time:: Akatsuki
Especial:: Anel:零 - Rei

MensagemAssunto: Re: História-- O Verdadeiro caminho De um Ninja   Sab Jun 28, 2008 11:06 pm

Dia de estréia!! 3 capítulos!!

Capítulo 1- O nascer do novo dia


O dia nasceu como qualquer outro. Mas que droga... Eu tenho que me levantar... Vou ter que arrumar tudo, deixar a casa arrumada, comer alguma coisa, pegar o meu equipamento e sair. Ah... Ta legal... Eu levanto...

Ainda de pijamas, vou até o banheiro. Depois, lavo as mãos e sigo para a cozinha. Pego alguma coisa para comer. Verifiquei a torradeira. Estava queimada.

--Ah... Eu mereço mesmo... eu não tenho tempo para consertar. Então.

Pego o pão, passo alguma manteiga e faço um sanduíche. Logo depois, arremesso para frente. Executo uma série de movimentos com as mãos. Conservo a energia e a mando para o pulmão.

--Katon!! Goukakyuu no jutsu!!

Dê repente, lanço uma pequena rajada de fogo no pão, que estava no ar. Ele esquenta e aquece, ficando pronto em alguns segundos. Quando termino, o pão fica todo queimado.

--Ahh... É isso que dá... Usar Jutsu não combina com comida...

Comi o pão e parti para o armário. Troquei de roupa, reuni o que precisava.

--Ah... Hoje é o dia... O exame é hoje...

Olho para o lado. O retrato de meus pais se encontrava em um pequeno cômodo do apartamento...

--Mamãe... Hoje é o dia do meu exame para me tornar um Gennin. Eu vou me esforçar ao máximo e me tornar um grande ninja, assim como você e papai um dia foram...

Ao lado de minha mãe, na foto, meu pai sorria, comigo pequeno nas sua costas...

--Papai... Eu espero me tornar um poderoso ninja, para um dia ser tão poderoso quanto o senhor...
Dou as costas para a foto... Sigo até a porta, pegando todo o meu equipamento e partindo para o futuro... Tranquei a porta e olhei para o horizonte...
Não importa mais... Eu sei que vou conseguir! EU vou conseguir!!

--É isso!! Eu estou pronto!!! VAMOS LÁ!!

Dei um salto e segui correndo para frente. Ao fundo, o sol brilhava laranja, e o dia acabava de nascer. O sol batia e refletia nas estátuas de pedra dos grandes Hokages brilhavam e vigiavam a vila de Konoha.O dia não poderia estar melhor!


Última edição por Uchiha Kiori em Ter Jul 01, 2008 2:18 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://soulshinobi2.forumeiros.com/forum.htm
Inuzuka Kaosu
Sanin/Folha/Líder da Akatsuki
Sanin/Folha/Líder da Akatsuki


Mensagens : 572
Data de inscrição : 05/06/2008
Localização : http://soulshinobi2.forumeiros.com/forum.htm

Ficha do Shinobi
Localização Atual:: ?
Time:: Akatsuki
Especial:: Anel:零 - Rei

MensagemAssunto: Re: História-- O Verdadeiro caminho De um Ninja   Sab Jun 28, 2008 11:12 pm

Capítulo 2: O começo


É claro! Como eu sou mal educado! Perdão! Eu preciso me apresentar primeiro! Prazer! Me chamo Uchiha Kiori Otahara. Pode me chamar de Kiori. Tenho 13 anos. Sou estudante da academia ninja de Konoha. Moro sozinho em um apartamento no centro da vila. Meus pais não eram ricos, mas deixaram esse pequeno apartamento para mim.

Minha história não é linda e feliz, como a maioria dos outros alunos da academia. Em resumo, eu não gosto de falar muito de mim para os outros... Só falo sobre mim para amigos verdadeiros mesmo, que me entendam e aceitem o que eu sei, assim como o que eu vi...

Mas isso não importa. Só é preciso saber que eu tenho muita saúde e consigo muito bem viver sozinho. Ajudo algumas pessoas, consigo algum dinheiro e continuo vivendo.

Eu estava um pouco nervoso nesse dia. Eu iria fazer o exame para me tornar um Gennin. Estava ansioso e apreensivo. Evitada demonstrar isso para os outros alunos da academia.

Lá, eu era visto como o melhor aluno de todos... Ok, eu tinha boas notas, Era um aluno dedicado, escorçado e tal... Mas todo mundo ficava impressionado com o que eu fazia. Todos diziam: “Olha, lá vai o Uchiha; Veja um Uchiha; Cuidado, aquele ali é um Uchiha!”

Eu não me incomodava. Todos me temiam muito. Eu não era comum para eles.

O único problema é que ninguém tinha coragem de se aproximar. Ninguém. Eu era visto como “O aluno” sabe? . Ninguém queria ficar ao meu lado, uns porque tinham inveja, outros por medo.

Finalmente, havia terminado tudo na academia. Tudo o que restava era passar no exame final. Era para ele que eu me dirigia naquele momento...

Continuei dando saltos e pulando. Seguia em direção à academia Ninja.
--É isso ai... Tenho que chegar mais cedo. Preciso praticar os Jutsus básicos, para realizar o teste e...
Ainda correndo e saltando, esbarrei com um garoto que estava andando. Ele caiu no chão, e se apoiou nos braços.

--Me desculpe!—eu falei—Isso foi um acidente...
Ajudei o garoto a se levantar.
--Será que não olha por onde anda? Tem que tomar mais cuidado para não esbarrar nas pessoas e...

Ele parou... Deu uma boa olhada em mim. Eu retribui com o mesmo... Quando reparou bem, ele disse...
--Você... É o garoto Uchiha, não é?

Eu olhei para ele... Parecia da minha idade. Corpo pequeno e jovem. Um cabelo curto e... Branco... Mas o que mais me chamou atenção foram seus olhos... Brancos, transparentes talvez... Não tinham pupilas... Não parecia pelo menos. Olhei bem para o seu rosto. Pensei, depois respondi.

--E você... É o Hyuuga não é? Estuda comigo na academia?

--Sim, Estou estudando. —ele disse-- Na verdade, estou indo fazer o meu exame agora.

--Eu também! Tenho que ir logo para lá e...

Ele me interrompeu no meio da frase.

--Olha isso não me importa. Apenas não esbarre em mim por ai. Não gosto de gente como você.

Eu o olho com uma cara de ódio. Retruco à indireta.

--Como é? O que eu fiz contra você? Tem algum problema, por acaso?

Ele não me responde. Frio e silencioso, ele dá um salto e some de vista. Eu olho para os lados, procurando algum sinal dele. Como não encontro nada, fico olhando para os cantos.

Eu mereço... E o pior é que eu nem sabia o nome dele...
Continuei a dar saltos, indo para o meu destino final, a academia. Enquanto pensava sozinho com minhas idéias...

(...)

--Atenção, todos!!—Gritou Sensei Tekanara—Os exames vão começar. Faremos o exame pela ordem alfabética.

Ela pegou uma lista grande, chamando alguns alunos.

--Vamos logo! Apressem-se!—Gritou a Sensei.

Tekanara Sensei era geralmente doce e gentil, mas podia ser dura e rígida às vezes... Vestia seu traje Chunnin. Tinha um cabelo longo e escuro.

No momento eu que ela falou, alguns alunos saíram de seus lugares e acompanharam-na para fora da sala. Enquanto isso, comentários corriam pela sala, conversas e fofocas.

--E esse teste? –Uma menina falava

--Será que é difícil?—Um garoto perguntou

Dentre esses comentários, nenhum me interessava. Olhei para traz. Lá estava ele.
Com a mesma roupa daquela hora, cabelo longo e exibido. Mas que cara... Fiquei observando ele por uns tempos. Ele conversava com algumas garotas que estavam envolta dele. Quando percebeu que eu lhe encarava, voltou seus olhos para mim. Nossos olhares se encontraram. Minha vontade era a de ensinar para ele um pouco de educação. Antes que eu fizesse alguma coisa, fui surpreendido por Tekanara Sensei, que apareceu na porta.

--Kiori Otahara.—Ela chamou.

Logo levantei da minha cadeira. Logo só ouvia os comentários rolando.

--Olhem, é a vez do Uchiha.

--O que ele vai aprontar dessa vez?

--Será que ele vai passar?

Tentei ignorar todos eles. Segui Tekanara Sensei até o local em que eu realizaria a prova.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://soulshinobi2.forumeiros.com/forum.htm
Inuzuka Kaosu
Sanin/Folha/Líder da Akatsuki
Sanin/Folha/Líder da Akatsuki


Mensagens : 572
Data de inscrição : 05/06/2008
Localização : http://soulshinobi2.forumeiros.com/forum.htm

Ficha do Shinobi
Localização Atual:: ?
Time:: Akatsuki
Especial:: Anel:零 - Rei

MensagemAssunto: Re: História-- O Verdadeiro caminho De um Ninja   Sab Jun 28, 2008 11:39 pm

Capítulo 3- Entre a cruz e a espada


Naturalmente, me saí bem no teste. Executei tudo o que foi pedido. Realizei os três Justus obrigatórios. Consegui concluir a prova.

--Ótimo!—comentou o Sensei que estava me avaliando. —Se saiu muito bem. Continue até a próxima sala.
(ele aponta para um ninja que ficou o tempo todo me observando durante o exame.) Siga-o, por favor. Ele vai te mostrar a sala.

Me virei e segui o ninja até uma sala ao fundo do corredor onde estávamos. Lá, alguns outros alunos entraram.

--Fique aqui!—Ordenou o ninja—Receberá novas instruções em breve.

Ocupei um lugar na sala e sentei. Passei a observar os outros alunos que chegavam. Pouco a pouco, alguns novos alunos entravam na sala, sentavam-se e esperavam. O garoto Hyuuga acabou sendo aprovado. Entrou com aquele ar de superioridade. Nem olhou na minha cara. Como se eu ligasse...
Quando os exames terminaram, Takanara Sensei entrou na sala. Ela carregava uma prancheta e anotava os nomes. Todos aguardavam ansiosos, o que ela iria falar. Enfim eu disse:

--Então... Vejo que foram aprovados no final... Deixe-me anotar seus nomes, primeiro.

Ela pegou uma caneta e passou a anotar os nomes. Todos esperavam calados. Quando ela terminou, voltou a falar.

--Bom. Para todos os que foram aprovados. Parabéns. Estejam aqui às 2 da tarde de amanhã para informarmos suas equipes e separarmos vocês para cada Jounnin que será encarregado de treinar vocês.

Ela se vira, e senta em sua mesa.

--É isso. Todos estão dispensados. Espero que venham amanhã.

Depois de suas palavras, A Sensei se levantou e abriu a porta. Os alunos saíram, comentando e falando.
Depois de todo aquele dia, fui para casa. Não agüentei muito. Comi alguma coisa, tomei banho e dormi. Esperava ansiosamente pelo dia seguinte...

(...)

No horário combinado, eu cheguei no local designado. É claro, o Hyuuga e Hitara estavam lá. Aguardei ansiosamente a chegada da Sensei. Quando ela entrou na sala, viu que todos estavam quietos, aguardando sua chegada.

--Ótimo—Ela disse—Vejo que são pontuais e dedicados. Estão ansiosos, não?

--Sim!!—Responderam todos em coro.
--Muito bem. Vou começar, então.

Ela pegou sua prancheta, como normalmente.
--Bom, como sabem, designamos todos os Gennins em equipes de 3. Geralmente essa equipe é muito balanceada de acordo com o perfil de cada um. Vamos começar.

Ela listou o nome de algumas equipes. A medida que todos iam sendo selecionados, reparei que eu e o Hyuuga estávamos sobrando. Comecei a ficar desesperado. Ele podia estar na minha equipe.
“Todos e qualquer um, menos ele... Todos menos ele...”

--Equipe 5! Raon Giltona, Mizuriqui Hinari, Takedo Hotara.

“Todos menos ele... qualquer um...”—eu gritava em minha mente.

--Equipe 6! Kiori Uchiha,...

“É agora ou nunca...”—eu pensei.

(...) , Hitara Yanomoto,(...)

Ouvi risos acima do lugar onde eu estava. Me virei para ver de onde vinham...

Quando olhei para o seu rosto, não podia acreditar. Seus olhas claros me hipnotizaram. O corpo esculpido por anjos parecia vibrar silenciosamente, como comemorando uma vitória. O cabelo longo e negro balançava no ar e me alucinava... Nem percebi quando o instrutor falou o nome da ultima pessoa...

Quando me deu por mim, estava do lado de fora, ainda alucinado por aquela garota...

“Vamos, recomponha-se, ela é só uma garota...”—eu falava para mim mesmo.

Os instrutores nos avisaram que deveríamos encontrar o nosso instrutor Jounnin no dia seguinte. Parece que tínhamos que estar na sala 4, de manhã, 9 horas. Iria encontrar com ela de novo... E com o outro integrante da minha nova equipe também...

Passei a noite pensando em Hitara... Alguma coisa me atraia nela. Não sei bem o que... Mas eu gostava da idéia de estar na mesma equipe que ela. E quem seria o outro membro da equipe?

O dia amanheceu. Corri para o ponto de encontro. Quando cheguei lá, Hitara já estava esperando dentro da sala. Ao me notar, deu um sorriso, e olhou para mim.

--Olá! Bom dia. —Ela disse.

--Bom dia—Eu respondi, tremulo.

Não tive coragem de comentar nada. Apenas sentei em um canto da sala, e esperei o horário chegar.
A medida que o tempo passava, eu fica mais envergonhado de ficar na presença dela. Decidi arriscar.

-- Então? Como acha que vai ser o nosso Sensei?—Eu disse

--Não sei.—ela me respondeu.—Só sei que está atrasado. Já passou da hora a muito tempo!

--Tem razão. Quer saber? Vou procurar por ele pelo corredor.

--Tudo bem. Mas não se afaste muito, ele pode chegar aqui.

Saí pela porta. Andei um pouco até a saída, para ver se o Sensei estava chegando. Nada. Depois de verificar, voltei para a sala. Antes que eu entrasse, um garoto que vinha correndo na minha frente não conseguiu parar e me derrubou. Nós caímos no chão. Eu comecei a me levantar, reclamando.

--Será possível! Será que você não olha por onde anda?

Ele começou a se levantar e respondeu.

--Me... Me desculpe é que... Eu estou atrasado para o meu encontro com a minha equipe e...
--Olha tudo bem. –Eu respondi—Mas qual é a equipe que você deveria estar?
--Na equipe 6. Mas porque você quer sa... —ele disse.

Naquele momento ele se levantou.

--Mas não é possível! A equipe 6 é... A minha... Equipe!!!

Ele virou o rosto para mim. Reconheci o rosto. Era ninguém mais, ninguém menos que...

--VOCÊ!!!!!!!!!!!!!!!!!!

O Hyuuga levou um susto.

--COMO É? VOCÊ FAZ PARTE DA EQUIPE 6?

--MAS É CLARO QUE EU FAÇO! VOCÊ É QUE DEVE ESTAR ENGANADO!! NÃO TEM COMO VOCÊ SER DA MESMA EQUIPE QUE EU!!

--EU? ENGANADO? VOCÊ É QUE ESTÁ NA EQUIPE ERRADA!

--COMO É QUE É?

Ficamos discutindo alto na frente do corredor. Hitara, que ouviu a gritaria do lado de fora da sala, saiu para ver o que era. Quando viu que estávamos brigando, tentou paralisar a briga.

--Meninos, por favor!!—Ela disse, enquanto nós continuávamos a brigar—Aqui não é lugar pra isso!! Parem! Vamos!

--Por mais que ela se esforçasse, eu e o Hyuuga continuamos brigando. Depois de alguns momentos, nós já estávamos chegando ao ponto de brigar FEIO...

--Já Chega!—Eu gritei—Não vou continuar ouvindo desaforos de você! Se prepare!!
Apontei uma faça Kunai para ele e olhei fixo para a sua cara. Ele não ficou surpreso. Sacou sua própria Kunai.

--Venha, então!--Ele falou-- Quero ver do que é capaz!
Hitara, desesperada, se jogou na minha frente.

--Calma! Parem já vocês dois! Vocês podem se machucar!!

No momento que partimos para cima, um do outro, paramos. Uma pessoa segurava as nossas mãos em que carregávamos Kunai colocava atrás de nossos pescoços. Hitara ficou impressionada. Eu e o garoto estávamos imobilizados. Pela mesma pessoa. Provavelmente era um Kagebushin.
--Muito bem. Agora já chega. Não acham que causaram um escândalo muito grande não?—uma voz masculina falou.

Na minha frente, o homem que segurava o Hyuuga desapareceu entre fumaças. O que estava me
segurando me soltou. Eu, Hitara e o Hyugga ficamos parados, olhando para ele. Ele voltou a falar.
--Anda bem que cheguei a tempo, ou poderiam ter se machucado. Não quero que isso se repita, entenderam?

Eu e o Hyuuga abaixamos a cabeça.
--Sim, Sensei!—Respondemos em coro.
--Ótimo!—Disse o Sensei. —Agora que já nos acalmamos, vamos lá para fora. Precisamos de mais espaço para conversar.

Ele começou a andar em direção à porta de saída. Quando estava indo embora, virou para trás e perguntou:
--Então? Vocês não vêm?
Eu me pronunciei.

--Não podemos Sensei. Nós somos da equipe 6, e estamos esperando o nosso Sensei Jounnin. Não podemos sair daqui.

--Então? O que estão esperando?

--Espera. —Hitara falou—Você é o Jounnin da nossa equipe?

--É claro! Agora vamos, me sigam. Temos alguns assuntos para tratar.

Seguimos o Sensei até um pátio aberto, com uma bela vista do céu. O sol brilhava encima de nós, e só se ouviam as crianças no pátio de baixo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://soulshinobi2.forumeiros.com/forum.htm
Inuzuka Kaosu
Sanin/Folha/Líder da Akatsuki
Sanin/Folha/Líder da Akatsuki


Mensagens : 572
Data de inscrição : 05/06/2008
Localização : http://soulshinobi2.forumeiros.com/forum.htm

Ficha do Shinobi
Localização Atual:: ?
Time:: Akatsuki
Especial:: Anel:零 - Rei

MensagemAssunto: Re: História-- O Verdadeiro caminho De um Ninja   Ter Jul 01, 2008 1:46 pm

Capítulo 4—Três faces do destino


Sentamos cada um em uma ponta do pequeno pátio. Hitara olhava para o céu admirando as nuvens. Eu e o Hyugga nos olhávamos irritados. O Sensei, observando que estávamos zangados, começou a falar.

--Bom. Creio que possamos começar. –Ele para um momento para respirar. —Muito bem! A partir de agora, nós iremos nos apresentar. Porque não começam falando sobre vocês?

--Como assim, Sensei? O que quer que a gente faça?—Eu falei.

--Simples! Apenas se apresentem! Contem o nome de cada um, explique porque querem virar ninjas, nos digam um objetivo, algo que queiram para o futuro.

--Mas... Sensei! Como quer que façamos isso? O senhor não pode fazer primeiro, para a gente observar?—Hitara falou.

--Ah... Muito bem... Me chamo Meu nome é Hinamoto Hitsuruga. Eu virei um ninja por que... Bem, isso não interessa para vocês...

-Hã?—Dissemos em coro. O Sensei continuou.

--Para o meu futuro, eu espero conseguir treinar uma equipe de Gennins dedicada, responsável e comprometida...

Paramos um pouco com as palavras do Sensei. Quando ele terminou, se voltou para nós.

--Enfim. Eu já me apresentei. Agora é a vez de vocês. Primeiro as damas, é claro. Você ai do canto. Pode se apresentar para nós?

--Sim Sensei!—Hitara falou com ímpeto—Me chamo Hitara Yanomoto. Posso dizer que eu me tornei um ninja pela minha vontade de conhecer o mundo a fora, de conhecer todas as pessoas que estejam lá fora.
Ah! Tambem virei ninja para me tornar forte. Assim, poderei proteger todos os que forem importantes para mim! Meu futuro está com o tempo. Prefiro viver o agora, cuidar do presente para deixar o futuro bem preparado.

--Bom. Creio que é um bom começo. Agora você! O invocado que têm pupilas. Poderia se apresentar por favor?

Eu dei uma risada. O Hyuuga ficou enfurecido com isso, mas não comentou nada. Voltei para a minha apresentação.

--Me chamo Kiori Otahara Uchiha. Kiori, pra encurtar. Eu virei ninja com um único objetivo: me tornar o melhor ninja de todos, para que não haja nada que eu não possa proteger com as minhas mãos. Para o meu futuro, eu me vejo treinando uma equipe de Gennins, assim como eu sou hoje. Quero fazer com que eles sejam os melhores dos melhores. Meu objetivo é treinar a melhor equipe de ninjas de todas! Quem sabe, no futuro, eu me torne um ANBU, ou um Jounnin especial. Isso vai me tornar o melhor ninja de todos.

--Entendo... —O Sensei falou. —Vamos então para o último. Poderia se apresentar para nós?

Ele virou de lado, guardando suas palavras. Voltou a sua atenção para o que ia falar. Começou.

--Meu nome é Yanato Yurichi Hyuuga. Podem me chamar de Yanato. Eu me tornei ninja para superar todos os desafios que estiverem pela frente. Vou fazer de tudo para proteger e guardar o que for importante para mim. Para o meu futuro, eu me vejo derrotando todos os inimigos a minha volta, me tornando o melhor do meu clã, superando meus mestres e me tornando seu líder...

O Sensei ficou um bom tempo pensando.

(...)

Depois de um tempo, ele voltou a falar. Se levantou se dirigiu para nós.

--Ótimo. Cada um com seus objetivos e características próprios. Creio que devemos continuar agora.
Amanhã, vocês farão um pequeno exercício.

Olhamos desconfiados para ele.

--Exercício? Que espécie de exercício?—Hitara perguntou.

--Haha...—O Sensei riu.—Um pequeno exercício de sobrevivência.

--Exercício de sobrevivência? Como assim?—Yanato perguntou.

--Am.... Acho que vocês não vão gostar de saber dessa parte...

--É claro que vamos! Por favor, diga Sensei!—Eu disse.

--Huhuhuhuhu—O sensei continuou rindo. —Está bem... Já que insistem tanto, vou contar para vocês.
Dentre todas as equipes que passaram apenas nove passarão como Gennin. O restante será reprovado... E voltará para a academia...

Com sua fala, ele chocou todos nós... Por um instante, congelamos de pavor... Eu fui o primeiro a me manifestar.

--O que? Como assim só nove vão virar Gennin? Isso é loucura! Não é justo!! Para que fizemos aquele teste de graduação?

--Aquilo?—O Sensei falou—Tome aquilo como uma seleção. Eliminamos a maioria. Só vão passar os melhores dos melhores. Não queremos perder tempo com escória...

--Como é?—Yanato gritou. – Como pode tratar eles assim? Todos estão dando duro para chegar até aqui. Assim como nós!

--Nem todos. Mas o que você diz tem fundamento. Não há a necessidade de tratar todos da mesma forma. Vou simplesmente esquecer o assunto. Vamos voltar ao que estávamos falando.

Hitara permaneceu calada. O Sensei continuou.

--Estejam no campo de treinamento combinado às 5 horas da manhã. Não se atrasem. Agora... Estão dispensados.

Todos nos levantamos e fomos descer a escada para irmos embora. Quando estamos prestes a ir, o Sensei
Gritou:

--Ah, não se esqueçam. Não comam nada no café de amanhã! Ou vão se arrepender amargamente...

Olhamos para ele com medo nos olhos. Depois de escutar, cada um se dirigiu para a sua casa.

Passei o restante do dia pensando no que havia acontecido. O Yanato era da minha equipe, o nosso Jounnin se apresentou pra gente... O mais difícil de engolir era que somente nove de todos os que passaram irão se tornar Gennins. Mas que coisa mais... Absurda! Não podia acreditar...

Tentei descansar o máximo que pude. Dormi cedo, para não ficar com sono no dia seguinte.

(...)

5 horas da manhã... Eu, Hitara e Yanato chegamos no horário combinado. Cada um vem por um caminho. Eu e Hitara mortos de sono... Yanato não demonstrava qualquer presença de sono ou cansaço.

--Bom dia...—Eu disse, bocejando.

--Bom dia...—Hitara me respondeu, com os olhos fechados e bocejando.

Yanato não respondeu nada... Simplesmente ficou calado...

Esperamos por algum tempo pela chegada do nosso Sensei. Nada. Com o passar do tempo, eu e Hitara
cansamos de ficar em pé. Sentamos no chão, enquanto Yanato continuava em pé. Esperamos muito tempo... O sol havia nascido a muito tempo. Deveriam ser umas 7, 8 horas da manhã. Quando achamos que já era hora de voltarmos para casa, nos levantamos. Nessa hora, o Sensei apareceu no meio do nada. Levamos um susto, quando ele disse:

--Bom dia para todos! Prontos para comessar?

--ESTÁ ATRASADO!!!—Gritamos eu e Kiara juntos.

--Tudo bem, tudo bem... Acalmem-se. Vamos começar o exercício.

Ele levanta e entrega para cada um de nós um pequeno pergaminho. Depois, ele diz:

--Ótimo. Cada um com o seu pergaminho. Para terminarem essa prova, terão que fazer o seguinte.

Ele apontou para o centro do campo de treinamento.

--Como podem ver, esse lugar está conectado com a floresta. Ali na frente vocês podem ver que existem 3 caminhos diferentes. Cada um de vocês vai pegar um caminho diferente. A questão é... Ambos tem 1 pergaminho na mão. Até o final da trilha, todos os pergaminhos poderão se perder 3 vezes. Em cada meio da trilha, cada um de vocês irá passar sobre 1 desafio. Se conseguirem passar por esses desafios e entregar os pergaminhos para mim até o meio dia, todos podem passar na prova. Porém...

Ele riu

--Um dos pergaminhos que vocês têm é falso. No meio desses desafios, terão que enfrentar um inimigo e roubar o pergaminho que ele possui. Se conseguirem fazer isso, deverão pegar os 3 pergaminhos que são verdadeiros e trazê-los até mim.

Ele para um pouco. Todos param para nos concentrar, enquanto ele termina de falar.

--A propósito, há uma regra para terminarem essa prova.

--Como assim?—Eu perguntei.

--Simples. Quando os dois primeiros terminarem, o terceiro será eliminado. Alguma dúvida?—Ele nos pergunta.

Ficamos raciocinando até que:

--Não Sensei!—Todos responderam em coro.

--Ótimo. Cada um se dirija ao caminho que irá seguir.

Todos foram até um dos caminhos. Cada um pegou um rumo diferente. Eu peguei o caminho do centro. Hitara o da direita. Yanato pegou o da esquerda.

--Estão prontos?—O sensei gritou.

--Sim!—Respondemos.

--E... COMECEM!!

Nós demos saltos e partimos floresta adentro. De longe, observei que o Sensei havia sumido. Cada um seguiu o seu caminho.

Off: Só esperem... Ação no próximo capítulo. Que tipo de desafio estará vindo? O que há de errado entre as palavras do Sensei? O quanto o conhecimento pode influenciar?
No próximo capítulo! Capítulo 5- Tudo ou nada!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://soulshinobi2.forumeiros.com/forum.htm
Inuzuka Kaosu
Sanin/Folha/Líder da Akatsuki
Sanin/Folha/Líder da Akatsuki


Mensagens : 572
Data de inscrição : 05/06/2008
Localização : http://soulshinobi2.forumeiros.com/forum.htm

Ficha do Shinobi
Localização Atual:: ?
Time:: Akatsuki
Especial:: Anel:零 - Rei

MensagemAssunto: Re: História-- O Verdadeiro caminho De um Ninja   Seg Jul 07, 2008 10:06 pm

Capítulo 5- Tudo ou nada


Passei a não escutar mais nada do que os outros estavam fazendo. A floresta passava a cada minuto a parecer mais densa escura. Eu continuei seguindo o caminho da trilha, tomando cuidado com as armadilhas. Fiquei preocupado, pensando se os outros já haviam encontrado o seu desafio.

Enquanto caminhava, parei para pensar nas palavras que o sensei nos disse:

“Se conseguirem passar por esses desafios e entregar os pergaminhos para mim até o meio dia, todos podem passar na prova...”

Ótimo! Se conseguíssemos trazer os pergaminhos, todos passariam. Mas...

“Em cada meio da trilha, cada um de vocês irá passar sobre 1 desafio... Um dos pergaminhos que vocês têm é falso. No meio desses desafios, terão que enfrentar um inimigo e roubar o pergaminho que ele possui. Se conseguirem fazer isso, deverão pegar os 3 pergaminhos que são verdadeiros e trazê-los até mim”

Tudo bem, mas... Quando que iríamos enfrentar esses desafios? Será que seriam difíceis?

Continuei correndo. Alguma coisa me dizia que eu estava esquecendo alguma coisa...

Parei de correr e me propus a pensar.

--Mas o que será que eu estou esquecendo? Alguma coisa me diz que eu não vou
gostar de nada disso... —eu pensava

Continuei raciocinando. Não cheguei a nenhuma conclusão. Decidi continuar correndo para ver onde que isso iria dar.

Fiquei correndo durante muito tempo. Não sei quanto. Mas parecia que esse caminho não tinha fim! Tentava de todas as formas pensar no que o sensei disse, tentando arranjar alguma pista.

--Onde que eu vou enfrentar aquele desafio? Quando é a metade do caminho? Não é possível que essa floresta seja... –eu pensava.

Antes que eu terminasse, parei um minuto...

--Espera ai...—Eu disse.

Peguei uma faca Kunai e fiz um corte na horizontal, em uma árvore que estava mais perto. Depois disso, saí correndo para frente. Por mais que eu corresse, o caminho parecia não ter fim. Depois de caminhar bastante, comecei a olhar para o lado. Bingo...

Parei para olhar. Em uma das árvores que eu observava, havia uma marca de um corte na horizontal...

--Genjutsu... Então era isso...—Eu falei.

--Bravo!!—Uma voz gritou entre a floresta—Você é o primeiro a descobrir o segredo!

Dê repente, uma pessoa aparece na minha frente. Suas roupas estavam rasgadas, seu cabelo bagunçado, e vestia uma bandana que não possuía nenhum símbolo. Seu rosto estava encoberto. Me virei para ele.

--Então... Você é o responsável por esse problema não?

--Sim, é claro!—Ele continuou. – Você acaba de passar no primeiro teste! Viu através do meu Genjutsu. Não esperava nada menos de alguém do clã Uchiha...

--Onde estão os outros? Você fez alguma coisa com eles?—Gritei furioso.

--Acalme-se, criança!—O homem falou—Não precisa ficar tão nervoso. Seus amigos ainda não perceberam nada. Continuam rodando a floresta em círculos...

--Argh... –eu disse.

--Não se preocupe. Com sorte, você será o único que irá passar nessa prova!

--Cala a boca!!—Eu gritei.

Ele, surpreendido, deu um passo para trás.

--Bom... – Eu continuei. – De acordo com o que o Sensei me disse, você têm uma coisa que eu quero...

Ele me olha friamente, depois responde:

--Huh... —Parece que você sabe, então...—ele falou, calmamente

Ele sacou uma faca Kunai. Eu entrei em postura de batalha.

--Não vai ser tão fácil tirar o pergaminho de mim, garoto!!—O homem falou.—Venha!! Se for capaz!

Não pensei duas vezes. Parti correndo para cima dele, com todas as minhas forças.

--E assim começa – o homem fala baixinho...

Dei um salto pra cima dele e lhe arremessei 3 facas Kunai. Ele desvia, e lança Shurikens contra mim. Eu consigo desviar delas, e caio no chão, de joelhos.

--O que foi?—ele fala—Já caiu de joelhos para mim?

--Nem... sonhando!—Eu grito.

Em uma das Kunais que eu joguei, um brilho começou a aparecer. A Kunai brilhou muito, depois o papel começou a pegar fogo. O inimigo se vira. Quando vê o que eu fiz, eu dou um salto e fujo. O papel pega fogo por completo, até que...

BOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOM!!

Uma explosão. Uma fumaça cinza cobriu o local. Não o vi em lugar nenhum

--Eu deveria ter avisado... Nunca me subestime...

A fumaça se dissipou. Uma marca bem grande e preta se encontrava no chão. O homem porém, não estava lá. Olhei para os lados. Não o vi em lugar nenhum.

--Onde você está? –Eu gritei

Me virei. Uma rajada de Shurikens vinha na minha direção. Eu não ia conseguir desviar. Fui acertado eu cheio. Todas as shiurikens acertaram meus braços e pernas, e eu fiquei imobilizado. O homem apareceu novamente.

--O que achou? Já quer desistir?—Ele me falou.

Dê repente, no lugar nos estava o meu corpo, apareceu uma nuvem, da nuvem, um pedaço de madeira surgiu, acertado por várias shurikens, e caiu no chão.

--O que? –O homem falou.

Depois disso, apareci atrás dele. Coloquei a Kunai em seu pescoço, e o ameacei.

--Acabou. Me entregue o pergaminho. Senão... – Eu falei, calmo.

-- Unf—ele respirou – Você é bom, garoto. Tenho que admitir.

--Já chega de falar—Eu disse. – Entregue o pergaminho!

Ele colocou a mão no bolso. De lá, tirou um pergaminho azul, parecido com o que eu tinha.

--É isso o que você quer? –ele falou, com um sorriso no rosto.

--Rápido. Me passe isso! Agora! –eu gritei.

--Se quer tanto... – ele disse com a Kunai no pescoço. – Pegue então!

Do outro bolso, ele retirou seu próprio papel bomba. Jogou o pergaminho para cima, e depois o papel bomba. O papel se pregou no pergaminho, e começa a pegar fogo.

--HAHAHAHAHA!—O homem riu-se.

Ele se afastou de mim. Eu dei um salto, e agarrei o pergaminho, que estava pegando fogo.

--O que é isso? Quer morrer, pirralho!!!??—O homem grita.

Eu agarro o pergaminho. O papel bomba estava prestes a explodir. Eu o arranquei e tirei do pergaminho. O fogo estava quase tocando na minha mão em que eu segurava o papel. O homem gritou:

--Está louco? Vai morrer!!

-- TOMA ISSO!!!!—Eu gritei forte.

Arremessei o papel para frente o papel.

--ESSA NÃO!—O homem gritou.

Cobra...bode...macaco...javali...cavalo...tigre...

-- KATON!! GOUKKAKYU NO JUTSU!!!

Concentrei o chakra e cuspi uma grande bola de fogo contra o papel bomba na minha frente. Nisso, dei um salto para trás. O disparo atingiu o alvo em cheio. A união de ambas as explosões causou um impacto gigantesco...

CABOOOOOOOOOOOOOOOOOMMMMM!!!

Fogo ficou espalhado por todos os lados. Uma marca preta maior que antes ficou no chão. Novamente, depois da fumaça se dissipar, não havia sinal do Homem que estava lutando comigo.

--HAHAHAHAHA!—A voz do homem gritava floresta adentro. – Parece que você conseguiu alguma coisa. Não esperava que um Gennin pudesse fazer esse jutsu. Vamos ver o que vai acontecer agora garoto...

Aos poucos sua voz ficava mais fraca e distante. Aos poucos foi desaparecendo, enquanto me deixava sozinho no meio da floresta...

--Ah... —Eu falei.

Sentei no chão e parei para pensar. Estava com os dois pergaminhos no bolso. Se eu chegasse primeiro, talvez pudesse passar nessa prova... Mas... E enquanto a Hitara? Não que eu gostasse do Yanato, mas, se eu chegar primeiro, poderia desclassificá-lo. Não era esse o meu objetivo...

--Pensa... Pensa... O que eu faço... Eu tenho que entregar os pergaminhos, mas eu não sei se os outros vão conseguir... O que eu faço... O que eu faço...?
Alguma coisa estava faltando... O que...

Subitamente, palavras vieram a minha mente... A imagem do Sensei, claramente, falando essas palavras...

“Quando os dois primeiros terminarem, o terceiro será eliminado. Alguma dúvida?”

--Ele... Ele... Nós estávamos competindo ente nós?? Esse exercício quer eliminar um de nós? Quem for eliminado não vai virar Gennin!? Mas que...

Parei de falar. Comecei a correr o mais rápido que pude, em frente, com os dois pergaminhos que tinha em minhas mãos. Saltava e pulava entre as árvores da floresta, tomando cuidado para as armadilhas.

Ele realmente sabe como mexer com a gente... Nos colocou em rotas separadas, para que não possamos nos encontrar e atrapalhar uns aos outros pelo caminho... Assim, nós não sabemos se terminaram a prova, aonde e como estamos... Droga... Ele pegou a gente direitinho...

Continuei distraído, enquanto seguia em frente. Saltei, me apoiando o pé para saltar novamente. Dê repente, no local onde eu apoiei meu pé, no chão, um brilho forte se acendeu.

--ESSA NÃO!!—Eu gritei.

Me lancei contra as árvores, tentando me apoiar no tronco de uma delas. Fui arremessado contra ela por uma explosão que ocorreu logo depois, me deixando desequilibrado. Na árvore onde eu fui arremessado, um brilho igual ao anterior.

--Eu não vou conseguir desviar a tempo!! DROGA!!

Tentei me afastar o máximo dali. A nova explosão me arremessou pra longe, caindo no mesmo local que estava antes. Uma nuvem de fumaça aparece onde houve a explosão.

--Hehehehe... Acho que você não é tão bom quanto parece, garoto! Cair em uma armadilha dessas? – A voz do homem soa na floresta.

A fumaça desaparece o homem se encontra em pé, olhado para frente. Ele vê o meu corpo, ferido e jogado no chão.

--Parece que eu o julguei mal... Você não é tão bom como parece... – Ele falou.
Ele me observa me levantando, fraco. Olho fixamente para ele.

--O que foi? Surpreso por me ver? – Ele fala, rindo.

--Parece... Que você... Me subestimou...

--O que??? – Ele pergunta

Uma nuvem de fumaça se cria no lugar onde eu estava. O corpo desaparece. Ele fica olhando para os lados, procurando algum vestígio de mim.

--Onde você está?? – Ele grita.

Apareço atrás dele. Carrego uma kunai nas mãos. Eu finco a Kunai no seu pescoço.

--Te peguei. – falei.

O corpo dele some. Um pedaço de madeira aparece no lugar. Ele aparece por trás de mim.

--O que? – eu falo.

Eu sinto um barulho atrás de onde eu estava. Dou um salto, me virando para ver o que era. O homem sai de dentro da floresta, preparando para o ataque. Eu o olho, fixamente.

--Vamos!! O que está esperando? Você quer ganhar esse jogo? Vai ter que se esforçar mais!! – O homem fala, rindo.

--Fica quieto!! – Eu falei. – Isso não é da sua conta!! – Eu grito.

Atirei uma Kunai contra ele. Ele não desviou. A Kunai atravessa o corpo dele, que desaparece... Bushin-no-jutsu...

Logo eu me vejo cercado. Montes e montes de Clones me encurralam. Escuto a voz do homem vindo, de todos os lados.

--O que foi?? Não tem coragem suficiente para atacar? – Todos os Clones falam ao mesmo tempo.

Eu olho fixamente para baixo. Me armo com uma Kunai. Os clones continuam se aproximando.

--Você vai ver só... – Eu falo, bem baixo.

Eu disparo para cima dos clones. Dando cortes com a Kunai, faço com que os que estiverem sendo atacados desapareçam. Ataquei por algum tempo. Os clones desapareciam conforme eu atacava, mas... A cada um que eu atacava, parece que mais três apareciam...

--Ah... Ele só está perdendo o meu tempo. – Eu falei.

--Bingo!! Você entendeu!! – Os clones falaram, ao mesmo tempo. [

--Ok então... Tudo o que eu tenho que fazer é atacar todos, de uma só vez!! – Eu gritei.

--Ah é?? E como você pretende fazer isso?

-- Fácil demais... – Eu falei.

Tirei uma corda fina, de dentro do meu bolso. Eu amarrei em duas Kunais, em cada ponta de trás. Deixei o nó bem firme. Girei a corda no ar.

--O que... O que você pretende com isso? – O homem fala.

--Abrir caminho!! – Eu grito.

Lancei as cordas para os dois lados. Elas perfuraram os Bushins, fazendo-os desaparecer.

-- E então? Isso é tudo?

--Espere e verá!! – Eu falei.

Girei para todos os lados, para cima e para baixo. As pontas das Kunais atingiram muitos dos Bushins, fazendo com que eles desaparecessem. Girei por trás das minhas costas, pela frente e por trás. Muitos dos Bushins foram novamente eliminados.

--Agora, eu vou embora daqui!! – Gritei.

Passei a correr, girando as cordas pela minha frente, fazendo com que todos os Bushins envolta de mim desaparecessem.

Continuei abrindo caminho, seguindo em direção à estrada em que eu estava antes. Cheguei ao mesmo lugar, onde ocorreram as explosões. Parei de girar as cordas. Os Bushins que restaram olharam fixamente para mim. Depois de alguns momentos, todos deram um sinistro sorriso, e desapareceram no ar. Tudo o que pude fazer é escutar a sua voz, vindo da floresta, como há algum tempo atrás.

--HAHAHA... Parece que você merece o título de Uchiha... Criativo... Acho que você mereceu passar nessa batalha... Porém... Haha... HAHAHAHAHAHAHAHA!!
A voz dele desaparece ao fundo.

--Ah... O que será que ele... Quis dizer com...

Abro os olhos, assustado. Tateio meu corpo, à procura dos pergaminhos.

--Essa não... Essa não!!—Eu digo, procurando.

Esvazio os bolsos. Tudo o que encontrei foi o pergaminho que eu havia acabado de pegar... O que eu tinha no primeiro da missão havia sumido...

--Mas... Quando... Ah... Não importa... Eu já devo estar quase no fim. Não posso desistir agora. Tenho que chegar antes dos outros...

Saio correndo, salto entre as árvores e continuo seguindo pelo caminho.

Pelo o que eu vi, já havia passado por dois desafios... Pelo o que eu me lembro bem, o Sensei disse...

“Até o final da trilha, todos os pergaminhos poderão se perder 3 vezes. Em cada meio da trilha, cada um de vocês irá passar sobre 1 desafio.”

Pelo jeito, já havia passado por duas das 3 vezes que os pergaminhos poderiam se perder... Eu não tenho certeza se o que eu passei até agora foi realmente um desafio, mas...

“Se conseguirem passar por esses desafios e entregar os pergaminhos para mim até o meio dia, todos podem passar na prova.”

--Parece que me resta pouco tempo... É melhor me apressar!!—Eu penso comigo mesmo.

Apresso meu passo, indo cada vez mais rápido por entre as árvores da floresta...

Off:O exercício está ficando difícil. Está quase no fim, porém... O que acontecerá? E quanto a Hitara e Yanato?

No próximo capítulo!!

Capítulo 6 --- Uma questão de inteligência. O fim o Exercício.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://soulshinobi2.forumeiros.com/forum.htm
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: História-- O Verdadeiro caminho De um Ninja   Hoje à(s) 8:49 pm

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
História-- O Verdadeiro caminho De um Ninja
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» [Análise] ShinobiDo - Imashime ( O caminho do ninja) PS2
» [Konoha] Academia Ninja
» [Teorias e Curiosidades - Felipe] #6 Segunda Guerra Mundial Ninja
» Missão - A História de William e Norah Granger - Campistas - Pt. 1
» Atormentada - A História de uma garota em desespero

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Naruto Online RPG :: Área Off... :: FanFics-
Ir para: